quarta-feira, 28 de julho de 2010

Paul Washer - Vire Homem

video

Homens de Verdade: os Moravianos

     John Leonard Dober e David Nitschman são nomes que você talvez não reconheça imediatamente. John era artesão e David um carpinteiro. Ocupações comuns para homens extraordinários. Ambos eram pastores da igreja reformista da Morávia (hoje República Tcheca), a Igreja Moraviana. John Leonard Dober e David Nitschman são heróis esquecidos. Bem, quase esquecidos. Suas palavras finais antes de partir em sua missão são a letra de uma linda música recente de Cindy Ruakere; “Receive” (Que o Cordeiro Receba). Dober e Nitschman se venderam como escravos para responder ao chamado de ministrar o Evangelho. Conheça a história de John Leonard Dober e David Nitschman.
     Eles eram da Igreja cristã Moraviana, o primeiro movimento cristão reformista carismático fundado em 1457 na região da Boêmia, que hoje é a República Tcheca e que se originou da pregação de Jan Hus.

Escravos por Deus


     De volta aos missionários da Igreja Moraviana: John Leonard Dober e David Nitschman ambos nasceram na Morávia que hoje é parte da República Tcheca. David nasceu em 18 de Dezembro de 1695 na cidade de Suchdol nad Odrou. Tanto David quanto John Leonard sentiram a necessidade de levar a palavra de Deus a outros continentes.
     A nacionalidade do rebanho pouco importa para Cristo! Mas para fins históricos, fica o registro de que Dober e Nitschmann eram tchecos e não alemães. É que entre 1520 e 1918, o reino tcheco estava ocupado pelos austríacos, de fala alemã. Portando a igreja Moraviana criada no reino tcheco, fruto da obra de Jan Hus, estava em território austríaco. Quando os missionários moravianos sairam pelo mundo, eram considerados austríacos. E como falavam alemão (bem mais fácil de entender do que o tcheco materno!) então…todo mundo pensava que eram austríacos ou alemães. Mas o próprio nome de sua comunidade, moravianos, mostra claramente que se tratava de tchecos. Depois, com o tempo, muitos de outras nacionalidades se juntaram aos moravianos na luta por Cristo. Independente de onde nasceram, que Deus os abençoe!
     David Nitschmann e John Leonard escreveram a um fazendeiro britânico, que também era governador das Ilhas Virgens Britânicas (no Caribe), e pediram sua permissão para evangelizar os escravos negros que trabalhavam em suas terras. Esse fazendeiro era ateu e respondeu a John e David: “Jamais permitirei qualquer pregação religiosa em minhas terras”.
     David and John então propuseram ao fazendeiro que eles queriam se vender como escravos para ele. Se ele aceitasse, que então comprasse os dois. O senhor de terras aceitou. Com o dinheiro pago pela venda de sua liberdade, David e John Leonard compraram as passagens de navio até as Ilhas Virgens Britânicas, no Caribe.
     Eles deixaram a segurança de suas casas e famílias e embarcaram no porto de Copenhague para se tornarem os dois primeiros missionários da Igreja Moraviana em 1732.
     Quando o navio partia do cais, a esposa e filhos de David Nitschmann imploraram no porto para que eles desistissem, e ficassem em casa. Mas o chamado e o coração de Deus para esses agora escravos nas Índias Ocidentais (Caribe) foi ainda maior que o chamado de casa. Enquanto o navio saía das docas os dois gritaram do navio: “Que o Cordeiro que foi morto receba a recompensa por Seu sofrimento.”
     Esse grito se tornou o lema do movimento das missões da Igreja Moraviana. Os dois sentiram que seu sacrifício era minúsculo em comparação ao sacrifício de seu Salvador. Eles amavam Jesus com tudo o que podiam, e queriam andar em obediência, sabendo que o Deus que lhes chamava é o Deus que dá coragem, graça e a benção para a tarefa. Eles experimentaram e modelaram a verdade expressa por Paulo em Filipenses 4:13 “Eu posso fazer tudo através de Cristo, que me dá forças.”
     Esses dois homens criaram um movimento missionário, não com conversas vazias, mas ao viver segundo a mensagem do Cristo.
     Eles viveram o “Vá e evangelize”, ordem principal de Jesus para todos nós seus seguidores. John Leonard Dober e David Nitschman inspiraram sua geração e as gerações futuras a dar suas vidas pelo Cordeiro.

"Que o cordeiro receba a recompensa pelos seus sofrimentos através de mim"




Fonte: Times de Cristo / Website da Igreja Moraviana

2 comentários:

  1. Simplesmente, incrível! Impossível não ser afetado por esse testemunho.

    ResponderExcluir
  2. Fico completamente envergonhado,por ver o contraste com a minha pobre e miserável vida, que mais falo e pouco faço.

    ResponderExcluir